Cadastre-se Jogo das Vocações Simulado Busca

Simulado On-Line
 
LITERATURA - UFES (1998)

16) “Alguém que ainda pelejava, já na penúltima ânsia e farto de beber água sem copo, pôde alcançar um objeto encordoado que se movia. E aquele um aconteceu ser Francolim Ferreira, e a coisa movente era o rabo do burrinho pedrês. E Sete-de-Ouros, sem susto a mais, sem hora marcada, soube que ali era o ponto de se entregar, confiado, ao querer da correnteza. Pouco fazia que esta o levasse de viagem, muito para baixo do lugar da travessia. Deixou-se, tomando tragos de ar. Não resistia.”

Guimarães Rosa - O burrinho pedrêsA característica regionalista presente no fragmento literário acima é


a)a exploração dos homens e dos animais pelos proprietários no meio rural.
b)o mal-estar gerado pela decadência social.
c)a observação minuciosa da fauna e da flora de uma região.
d)a integração dos homens e dos bichos a seu meio ambiente.
e)o respeito pelas superstições e sentimentos populares.
Resposta


17)
1. Inserindo-se no centro da revolta da nova geração contra a ordem moral, a arte muito comportada, o romance realista, o sistema político, social e artístico vigente, o ............... foi uma das formas dessa revolta e dessa grande negação.

2. Não restam mais dúvidas de que o ............... teve em profundidade uma extensão maior que o Parnasianismo. Como também não restam dúvidas de que o melhor de nossa poesia ............... tem suas origens nos poetas ...............

3. De qualquer modo, Cruz e Sousa e Alphonsus de Guimaraens, os mestres da primeira geração ..............., estiveram mais ou menos presos, formalmente, à estrutura ...............
Assinale a seqüência CORRETA que completa as afirmações acima


a)Romantismo, Simbolismo, modernista, simbolistas, simbolista, parnasiana.
b)Simbolismo, Realismo, romântica, contemporâneos, simbolista, parnasiana.
c)Naturalismo, Modernismo, simbolista, parnasianos, simbolista, romântica
d)Modernismo, Romantismo, contemporânea, românticos, simbolista, parnasiana.
e)Simbolismo, Simbolismo, modernista, simbolistas, simbolista, parnasiana.
Resposta


18) É CORRETO dizer que a estrutura narrativa de Bufo & Spallanzani, de Rubem Fonseca, se assemelha à do romance policial porquea ação principal envolve um misterioso latrocínio de difícil solução para a polícia


a)o desfecho consiste na revelação do autor do crime e na sua punição pela lei.
b)o desfecho consiste na revelação do autor do crime e na sua punição pela lei.
c)na perseguição ao suspeito, o detetive é levado a investigar, também, outros crimes.
d)a análise psicológica dos personagens é mais importante que o desenvolvimento das ações.
e)as ações transcorrem, quase sempre, em espaços abertos, intensificando a angústia das personagens.
Resposta


19) “Abaixou-se junto dele, depôs a lâmina no chão. O lume baço da lanterna dando nas roupas dela espalhava sombra sobre Johann. A fronte da mulher pendeu e sua mão pousou na garganta dele. Um soluço rouco e sufocado ofegou daí. A desconhecida levantou-se. Tremia; e ao segurar na lanterna ressoou-lhe na mão um ferro... Era um punhal... Atirou-o ao chão. Viu que tinha as mãos vermelhas, enxugou-as nos longos cabelos de Johann...”

Álvares de Azevedo - Noite na taverna.No trecho acima, encontra-se um dos temas prediletos de Álvares de Azevedo, que é


a)a sublimação da morte da mulher amada.
b)a fragilidade do sexo feminino.
c)a contemplação da natureza eterna.
d)a religiosidade angustiada
e)a obsessão pela morte.
Resposta


20) JUSTIFICATIVA PARA O POEMA
1 As casas como as pessoas
    são diferentes mas não outras,
    ainda que sejam iguais;
    às vezes menos, às vezes mais.

5 Foram feitas para guardar
    num mesmo e único lugar
    o que não foi consumido.

    Na memória, o esquecido.
    Numa parte deste quarto
10 as coisas de que me farto.

    É um mesmo pó vertical.
    Chame parede ou chame pele
    ao círculo que as envolve,
    ambas o tempo as dissolve.

15 Por dentro muito segredo.
    Por fora silêncio e medo.

    Roberto Almada - O país d’El Rey & A casa imaginária
O poema sugere a semelhança entre as pessoas e as casas com expressivos recursos da linguagem figurada. A partir dessa afirmação, estabeleça a correspondência entre as colunas:

1) Supressão de palavras (verso 8) Antítese

2) Analogia explícita(versos 1 e 2) Elipse

3) Aproximação de contrários (versos 15 e 16) Anáfora

4) Analogia implícita(versos 12 a 14) Comparação

5) Repetição de palavra no início da oração (verso 12) Metáfora



A seqüência correta é


a)3, 1, 5, 2, 4.
b)5, 2, 3, 1, 4.
c)2, 3, 4, 5, 1.
d)4, 5, 2, 1, 3.
e)1, 3, 5, 4, 2.
Resposta


21) I-JUCA PIRAMA

       “Meu canto de morte,
	Guerreiros, ouvi:
	Sou filho das selvas,
	Nas selvas cresci;
	Guerreiros, descendo
	Da tribo tupi.”
	...........................................
	“Sempre o céu, como um teto incendiado
	Creste e punja teus membros malditos
	E oceano de pó denegrido
	Seja a terra ao ignavo Tupi!
	Miserável, faminto, sedento,
	Manitôs não lhe falem nos sonhos
	E do horror os espectros medonhos
	Traga sempre o cobarde após si.” 

Gonçalves DiasSobre os fragmentos literários acima, podemos afirmar:

I - Através de referências a costumes e crenças das tribos indígenas brasileiras, os versos expressam um nacionalismo guerreiro e primitivo.
II - Os versos de Gonçalves Dias revelam a tendência de voltar-se para o passado.
III - A falta de variação rítmica dos versos reforça o rigor formal do Romantismo.
IV - O vocabulário dos poemas românticos evita sistematicamente o uso de imagens e figuras de estilo.

Estão CORRETAS


a)I e II
b)I e IV
c)II e III
d)III e IV
e)II e IV
Resposta


22) Relativamente aos contos “Amor”, “A imitação da rosa” e “Preciosidade”, do livro Laços de Família, de Clarice Lispector, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:


a)A ação se desenrola a partir de um estado de apatia anterior das personagens principais, seguido de uma brusca mudança.
b)A narrativa revela uma concepção ingênua e otimista do mundo e das pessoas.
c)O conflito entre as forças da razão e da imaginação é observado no decorrer da história.
d)O narrador mostra uma visão detalhista da existência humana.
e)A vida cotidiana é mostrada de maneira sufocante, banal e mesquinha.
Resposta


23)

CIDADE PREVISTA

"Irmãos, cantai esse mundo
que não verei, mas virá
um dia, dentro em mil anos,
talvez mais... não tenho pressa.
Um mundo enfim ordenado,
uma pátria sem fronteiras,
sem leis e regulamentos,
uma terra sem bandeiras,
sem igrejas nem quartéis,
sem dor, sem febre, sem ouro,
um jeito só de viver,
mas nesse jeito a variedade,
a multiplicidade toda
que há dentro de cada um.
Uma cidade sem portas,
de casas sem armadilha,
um país de riso e glória
como nunca houve nenhum.
Este país não é meu
nem vosso ainda, poetas.
Mas ele será um dia
país de todo homem." 
Considerando esses versos de “Cidade prevista”, poema do livro A rosa do povo, de Carlos Drummond de Andrade, que reúne textos escritos entre 1943 e 1945, é CORRETO afirmar que o poeta


a)apresenta a visão imaginária de uma sociedade, onde a ciência e a religião não estarão em conflito.
b)propõe que seja mantida a esperança em um mundo futuro democrático e livre.
c)está certo da derrota do nazi-fascimo e do surgimento imediato de uma nova ordem social.
d)afirma o poder da poesia como instrumento de implantação da utopia comunista.
e)assegura a vinda da “cidade prevista”, onde habitarão os seus contemporâneos.
Resposta


24) Sobre a peça Gota d’água, de Chico Buarque e Paulo Pontes, NÃO se pode afirmar que


a)atualiza a tragédia grega Medéia, de Eurípedes, adaptando-a a outra realidade, mas conservando “a essência do comportamento trágico humano.”
b)aborda a relação Humano/Divino e enfatiza sua importância no contexto sociocultural em que a ação se desenvolve.
c)usa as rubricas para orientar a encenação teatral e emprega, nos diálogos, a linguagem popular adequada aos personagens.
d)realiza a fusão do dramático com o lírico, especialmente na construção da personagem Joana e nas letras das canções.
e)define soluções para o conflito social da opressão exercida pela aristocracia sobre o campesinato.
Resposta


25) Estabeleça a correspondência entre as colunas, relacionando as personagens do romance Quincas Borba, de Machado de Assis, aos fragmentos que as identificam, e, a seguir, assinale a opção que contém a seqüência numérica CORRETA.

1) Rubião "Para as despesas da vaidade, bastavam-lhe os olhos, que eram ridentes, inquietos, convidativos, e só convidativos: podemos compará-los à lanterna de uma hospedaria em que não houvesse cômodos para hóspedes. A lanterna fazia parar toda a gente, tal era a lindeza da cor, e a originalidade dos emblemas..."

2) Quincas Borba (homem) "Os seus pobres olhos de trinta e nove anos, olhos sem parceiros na terra, indo já a resvalar do cansaço na desesperança, acharam em si algumas fagulhas."

3) Quincas Borba (cão) "... olhava para ele, de tal jeito que parecia estar ali dentro o próprio e defunto (...); era o mesmo olhar meditativo do filósofo, quando examinava negócios humanos..."

4) Sofia "Cotejava o passado com o presente. Que era há um ano? Professor. Que é agora? Capitalista."

5) Dona Tonica "Crê-me, o Humanitismo é o remate das cousas; e eu, que o formulei, sou o maior homem do mundo."


a)3, 4, 5, 2, 1.
b)4, 3, 5, 1, 2.
c)5, 3, 4, 2, 1.
d)4, 5, 3, 1, 2.
e)5, 1, 4, 3, 2.
Resposta