Cadastre-se Jogo das Vocações Simulado Busca

Simulado On-Line
 
LÍNGUA PORTUGUESA - UFSCar (2001)

1)

INSTRUÇÃO: As questões de números 01 a 04 referem-se ao seguinte texto de Rubem Braga:

Luto da família Silva

A Assistência foi chamada. Veio tinindo. Um homem estava deitado na calçada. Uma poça de sangue. A Assistência voltou vazia. O homem estava morto. O cadáver foi removido para o necrotério. Na seção dos "Fatos Diversos" do Diário de Pernambuco, leio o nome do sujeito: João da Silva. Morava na rua da Alegria. Morreu de hemoptise.

(...)

João da Silva — Nunca nenhum de nós esquecerá seu nome. Você não possuía sangue azul. O sangue que saía de sua boca era vermelho – vermelhinho da silva. Sangue de nossa família. Nossa família, João, vai mal em política. Sempre por baixo. Nossa família, entretanto, é que trabalha para os homens importantes. A família Crespi, a família Matarazzo, a família Guinle, a família Rocha Miranda, a família Pereira Carneiro, todas essas famílias assim são sustentadas pela nossa família. Nós auxiliamos várias famílias importantes na América do Norte, na Inglaterra, na França, no Japão. A gente de nossa família trabalha nas plantações de mate, nos pastos, nas fazendas, nas usinas, nas praias, nas fábricas, nas minas, nos balcões, no mato, nas cozinhas, em todo lugar onde se trabalha. Nossa família quebra pedra, faz telhas de barro, laça os bois, levanta os prédios, conduz os bondes, enrola o tapete do circo, enche os porões dos navios, conta o dinheiro dos bancos, faz os jornais, serve no Exército e na Marinha. Nossa família é feito Maria Polaca: faz tudo.

Apesar disso, João da Silva, nós temos de enterrar você é mesmo na vala comum. Na vala comum da miséria. Na vala comum da glória, João da Silva. Porque nossa família um dia há de subir na política...

(BRAGA, Rubem. Luto da família Silva. Apud: Para gostar de ler. 4. ed. São Paulo: Ática, 1984, v. 5, p. 44-5.)

1). A leitura do texto permite afirmar que o autor


a)quis desqualificar as famílias não importantes, como a Silva.
b)pretendeu enaltecer a tradição de famílias impor-tantes na história brasileira.
c)explicitou a submissão dos países da América do Sul aos da América do Norte.
d)propôs uma reflexão sobre diferenças sociais, sugeridas também pelos nomes de família.
e)enfatizou a importância de se melhorarem os Silva para entrarem na política.
Resposta


2) No texto, a expressão "vermelhinho da silva" traduz a idéia de


a)intensidade.
b)carinho.
c)pequenez.
d)ironia.
e)desprezo.
Resposta


3) O texto estrutura-se na oposição entre os Silva e as demais famílias. Essa relação revela-se em


a)"vai mal em política" e "há de subir na política".
b)"em todo lugar onde se trabalha" e "a gente de nossa família trabalha nas plantações de mate".
c)"vermelhinho da silva" e "sangue azul".
d)"vala comum da miséria" e "vala comum da glória".
e)"vermelho" e "vermelhinho da silva".
Resposta


4) A oração faz tudo, em destaque no texto, assume a função de


a)resumir e comentar informações anteriores.
b)retomar e sintetizar informações anteriores.
c)expandir e explicar informações anteriores.
d)explicar e comentar informações anteriores.
e)retomar e explicar informações anteriores.
Resposta


5)

INSTRUÇÃO: Para responder às questões de números 05 a 09, leia os versos de Fernando Pessoa.

Lisbon Revisited

Não: não quero nada,
Já disse que não quero nada.
Não me venham com conclusões!
A única conclusão é morrer.
Não me tragam estéticas!
Não me falem em moral!
Tirem-me daqui a metafísica!
Não me apregoem sistemas completos, não me
[enfileirem conquistas
Das ciências (das ciências, Deus meu, das ciências!)
Das ciências, das artes, da civilização moderna!
Que mal fiz eu aos deuses todos?
Se têm a verdade, guardem-na!
Sou um técnico, mas tenho técnica
[só dentro da técnica.
Fora disso sou doido, com todo o direito a sê-lo.
Com todo o direito a sê-lo, ouviram?
Não me macem, por amor de Deus!
Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributável?
Queriam-me o contrário disto, o contrário
[de qualquer coisa?
Se eu fosse outra pessoa, fazia-lhes, a todos,
[a vontade.
Assim, como sou, tenham paciência!
Vão para o diabo sem mim,
Ou deixem-me ir sozinho para o diabo!
Para que havemos de ir juntos?
Não me peguem no braço!
Não gosto que me peguem no braço. Quero
[ser sozinho.
Já disse que sou sozinho!
Ah, que maçada quererem que eu seja da companhia!
Ó céu azul – o mesmo da minha infância –
Eterna verdade vazia e perfeita!
Ó macio Tejo ancestral e mudo,
Pequena verdade onde o céu se reflete!
Ó mágoa revisitada, Lisboa de outrora de hoje!
Nada me dais, nada me tirais, nada sois
[que eu me sinta.
Deixem-me em paz! Não tardo, que eu nunca tardo...
E enquanto tarda o Abismo e o Silêncio quero
[estar sozinho!

(PESSOA, Fernando. Obra Poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1981, p. 290-1.)

5) Pela leitura do poema, pode-se dizer que o poeta


a)recusa-se a aceitar os valores que a sociedade tenta inculcar-lhe.
b)encontra na morte a única solução para os problemas.
c)tenta tornar-se uma outra pessoa, para agradar a todos.
d)sente-se solitário e, por essa razão, almeja fazer parte da companhia.
e)aparta-se da sociedade, para desenvolver sua arte.
Resposta


6) Os dois últimos versos do poema revelam


a)a conscientização do poeta em relação a seus problemas e à breve solução que lhes dará.
b)a irritação do poeta com aqueles que pretendem ajudá-lo em seus problemas.
c)a vontade do poeta de poder compartilhar da paz que outras pessoas sentem.
d)o desejo do poeta de manter-se afastado e isolado das pessoas.
e)a inquietude gerada na alma do poeta, em virtude da sua solidão.
Resposta


7) A forma verbal macem, destacada no poema, significa


a)desprezem.
b)importunem.
c)ofendam.
d)maltratem.
e)abandonem.
Resposta


8) O eu-lírico pretende que as pessoas distanciem-se dele. Isso, em alguns momentos, é marcado pela forma exaltada de expressão, como se pode comprovar em


a)"Não: não quero nada,"
b)"A única conclusão é morrer."
c)"Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributá-vel?"
d)"Que mal fiz eu aos deuses todos?"
e)"Vão para o diabo sem mim,"
Resposta


9) A penúltima estrofe do poema permite considerar que o eu-lírico sente


a)uma saudade carinhosa da infância, pois em Lisboa ainda pode viver bons momentos.
b)uma mágoa de Lisboa, pois lá passou uma infância vazia e sem sentimentos.
c)um medo de revisitar Lisboa, pois a cidade nunca lhe proporcionou boas lembranças.
d)uma mágoa de sua cidade (Lisboa), pois ela tirou-lhe todos os bons sentimentos.
e)uma saudade melancólica da infância, pois trata-se de uma época remota e irrecuperável.
Resposta


10) INSTRUÇÃO: Leia o trecho a seguir para responder à questão de número 10.

TECNOLOGIA


Hackers invadem a rede de computadores da Microsoft
27-out-2000.
Direção da maior empresa de softwares do mundo descobriram que invasores tiveram acesso aos códigos produzidos pela companhia e chamam o FBI para ajudar nas investigações.

(Veja online – Notícias Diárias.)

No trecho reproduzido, incorre-se num erro gramatical, por conta


a)da concordância do verbo "descobriram".
b)do emprego de artigo em "aos códigos".
c)da apassivação do verbo "produzidos".
d)da regência do verbo "chamam".
e)do complemento do verbo "tiveram".
Resposta